Qual o custo do Vale Alimentação para Empresa?

O vale alimentação é uma vantagem oferecida pelas empresas para que os funcionários possam fazer suas compras em supermercados, açougues, etc.

Mas você sabe para que serve o vale-alimentação? Quais são os direitos do trabalhador em relação a este benefício? Saiba tudo em nosso artigo.

O que é vale alimentação?

O Vale Alimentação é uma vantagem oferecida pelas empresas para que os funcionários possam comprar produtos alimentícios.

Podemos dizer que é o sucessor das cestas básicas, anteriormente distribuídas pelas empresas aos seus colaboradores para uso próprio ou para sua família. É aceito em estabelecimentos como supermercados, padarias e açougues.

Por outro lado, pode ser um bom incentivo para seus colaboradores, pois também coloca a empresa em outro patamar competitivo no mercado.

Este tipo de vantagem permite atrair novos colaboradores e sobretudo reter talentos e gerar poupanças no processo de recrutamento.

O vale alimentação é obrigatório?

Há uma série de benefícios obrigatórios sob a Lei CLT.

No entanto, o vale alimentação e o vale-transporte não atendem a esses requisitos. Contudo, as empresas aderem a essa vantagem para manter seus colaboradores motivados e, consequentemente, criar um atrativo diferencial de mercado.

As empresas vinculadas a algum tipo de sindicato passam a ser obrigadas a dar vale-refeição para a equipe a partir do que estiver definido, a empresa tem o direito de escolher ou oferecer vale-alimentação ou vale-transporte, ambos ou nenhum.

Como é oferecido?

No mercado atual, a forma mais comum de visualização do vale alimentação é por meio de cartões, como cartões de crédito, onde as empresas depositam o valor mensalmente, tornou isso mais fácil e conveniente, oferecendo diversos benefícios aos colaboradores, como:

  • Consulta em tempo real via aplicativos;
  • Possibilidade de utilização do valor em vários estabelecimentos;
  • Poupança nas despesas de alimentação;
  • Planejamento antecipado, pois o funcionário terá acesso à data em que o valor será pago.

No entanto, algumas empresas ainda pagam esse benefício em dinheiro, incorporando o valor ao salário.

Por se tratar de um benefício não obrigatório, o valor do vale alimentação pode ser definido pela própria empresa. De acordo com o artigo 458, no artigo 3, o valor dos benefícios relativos a refeições não deve exceder em 20% o salário do trabalhador.

Benefícios fiscais do vale alimentação

Uma grande vantagem para as empresas que pagam vale alimentação aos empregados é a possibilidade de deduzir do salário o valor do imposto de renda em até 4%, e evitar impostos e encargos, portanto sem impacto no FGTS, contribuições previdenciárias ou verbas rescisórias.

Atualmente, mais de 148 mil empresas adotam o Programa de Alimentação do Trabalhador, atendendo mais de 14 milhões de funcionários.

O vale alimentação também deu às empresas a possibilidade de planejar gastos com benefícios, por meio dos quais é possível estipular um valor a ser depositado e, assim, controlar os custos com funcionários.

Atualmente, com a evolução da inflação e a alta dos preços dos alimentos, seria impossível prever seu valor mensalmente. Além disso, muitos alimentos que estavam na cesta básica não são apreciados por todos os funcionários. Este problema foi eliminado com o vale-alimentação.

As empresas que geralmente adotam uma política de benefícios como um dos atrativos do mercado tendem não apenas motivar os funcionários, mas também conseguem atrair mais talentos.

A maioria dos profissionais não considera apenas o salário ao aceitar uma vaga. A empresa faz grande diferença em atrair os melhores profissionais, que têm uma verba disponível para gastar em supermercados, açougues, etc.

E para colocar em prática uma política atrativa de benefícios sociais, não há segredo, basta se planejar economicamente para evitar prejuízos. Também é importante contar com profissionais que entendam o monitoramento e a gestão dos benefícios para evitar problemas.

Dúvidas? Entre em contato com a nossa Contabilidade!

Deixe seu Comentário
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Print
Email

Quer receber nossas notícias no seu e-mail?